A Cruz de todo Brasileiro

Nos últimos dias, devido a “batalha cambial”, ouvimos várias menções sobre a carga tributária do Brasil, uma das maiores do mundo. A maior dentre os BRICs (Brasil, Rússia, Índia e China). Isso, combinado com uma das maiores taxas de juros entre os países desenvolvidos e em desenvolvimento, resulta em um imã mundial de capital especulativo. Bom para o investidor, um pouco interessante para o governo, mas péssimo para nós, a população brasileira.

Então é simples, diminuímos os impostos e automaticamente os preços abaixam, fazendo nosso consumo aumentar e assim desenvolvendo o país. Certo? Será?

Ano passado, o governo recolheu R$ 946,5 bilhões em impostos. Cerca de 33,6% do nosso PIB (Produto Interno Bruto), que todos já devem estar careca de saber o que é. Só para constar, o nosso PIB foi de R$ 2,818 trilhóes.

Infelizmente quase 45% do salário vai em imposto

Só até agora, dia 14 de Novembro de 2010, o governo recebeu mais de R$ 1,076 trilhão em imposto. Realmente é muito, mas a conta é simples, a nossa carga tributária é um absurdo, mas se estamos pagando mais imposto é porque estamos consumindo mais, e já que a inflação está estabilizada, é fácil constatar que nossa economia cresce a taxas acima da média mundial.

Em teoria os impostos servem para o governo assegurar os nossos interesses em relação as outras nações e garantir o nosso bem estar e desenvolvimento, isso para ser mais curto do que aqueles motivos mais específicos. É notório que essas funções não são levadas muito a sério.

O excesso de carga tributária diminui a geração de emprego e torna mais difícil a abertura de empresas, além de prejudicar a geração de crédito. Logo, na situação atual com a falta de responsabilidade do governo com o nosso dinheiro, nada mais justo do que reduzir os impostos e garantir um aumento do consumo, o que geraria outros benefícios para o Brasil.

Infelizmente não é tão fácil assim, e por diversos motivos: Como todos já devem saber, nossos empresários não gostam da ideia de lucrar pouco. Tanto que é um trabalho hercúleo achar alguém no país que aceite ganhar 5 ou 10% de lucro. Nossos incríveis empresários só querem lucrar pelo menos 100% ou mais, é claro. O que me coloca para pensar: Será que uma redução nos impostos iria leva a natural redução dos preços, e consecutivamente gerar um aumento dos empregos? Analisemos.

O interessante seria discriminar o quanto pagamos de imposto por cada produto e serviço

Com certeza o governo tem como fiscalizar o preço das grandes empresas, mas será que as pequenas teriam a mesma fiscalização para não praticarem o lucro abusivo? E mesmo que os preços diminuam e o consumo aumente, o pais teria mão de obra qualificada o suficiente para atender a demanda por empregos e não deixar a inflação descontrolar?

As perguntas são muitas porque eu mesmo tenho poucas respostas. É verdade que nossos impostos são um absurdo e um fardo para o nosso desenvolvimento, mas, uma redução drástica da carga tributária me parece mais danosa do que a manutenção da que já existe.

O fato é que, mesmo pagando o olho da cara em forma de impostos – se fizéssemos essa comparação veríamos que só um olho sairia barato- continuamos a crescer em taxas maiores do que a maioria dos países em desenvolvimento. Além disso, nossa taxa de desemprego nunca esteve tão baixa. Fato que o nosso fardo é grande e muito pesado, mas tirar uma cruz de madeira e colocar uma de plástico só atrapalharia ainda mais o nosso caminho. Redução sim, mas de forma comedida e paulatinamente progressiva, além de ser atrelada a outras medidas mais emergencias, como investir em infraestrutura e reduzir o chamado “Custo Brasil”.

 

Linkpédia:

Impostos – Saiba o que são

Wiki – Carga Tributária

Os impostos sobre os salários

Impostômetro

Carga tributária no Brasil é equivalente a 33,6% do PIB em 2009

Carga tributária no Brasil é maior do que nos EUA; Dinamarca lidera

Anúncios

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: